Itatiaia
 


Histórico do Município de Itatiaia RJ

O belo topônimo indígena Itatiaia, que significa penhasco cheio de pontas, é o nome do jovem município do Estado do Rio de Janeiro, criado pela Lei nº 1330, de 06/07/1988, por desmembramento de Resende. Com uma área de 225 km², sua sede foi elevada a cidade e teve sua primeira administração instalada em 01/06/1989. O município possui enorme riqueza ambiental e diversas opções turísticas. Sua história, porém, tem mais de 150 anos, sendo 05/04/1839 oficialmente aceita como marco de sua fundação, com o nome de Campo Belo.
Foi somente no início do século XIX que surgiu o povoado de Campo Belo, atual Itatiaia, com a instalação do Distrito de Paz e Tabelionato, em 13/05/1832, para, inclusive, o registro de terras e de escravos. Em 05/04/1839 foi instalado o Curato Eclesiástico de São José de Campo Belo. Campo Belo, atual Itatiaia, foi elevada à vila por Lei Federal nº 311, de 02/03/1938. Em 31/12/1943, o Decreto-Lei nº 1056 deu ao quarto distrito de Resende e Vila de Campo Belo o expressivo nome de Itatiaia que, em tupi guarani, segundo Afonso de Taunay, quer dizer "pedras cheias de pontas".
Os índios Puris, que ocuparam originalmente toda a região compreendida entre Queluz/SP e Barra Mansa/RJ foram habitantes das terras que formam o Município. A presença do homem branco só viria no rastro dos Bandeirantes. No século XVII suas terras serviam de passagem ou de pouso de viajantes que provenientes do Sul de Minas desmandavam os portos sul fluminenses. A necessidade do escoamento do ouro das Minas Gerais para os portos de Angra dos Reis e Paraty forçou a descida pela serra no roteiro onde hoje existe Mauá, ou pela Serra do Picu, passando por onde hoje é Itatiaia.
Às margens de ambos os caminhos foram se estabelecendo pequenas áreas de ocupação pelos primitivos ranchadores, destinadas ao abastecimento e pouso dos tropeiros, que transportavam o ouro das minas para o litoral. Com o esgotamento das minas de ouro, teriam descido definitivamente a serra procurando terras onde pudessem se instalar. Esse período marca uma fase de transição econômica, passando da agricultura e pecuária de subsistência, que predominou entre os primeiros rancheiros, para o aparecimento das grandes fazendas de cana-de-açúcar e café, sendo a primeira atividade logo superada pela segunda, com a desativação dos poucos engenhos que chegaram a surgir. Com o início do Ciclo do Café, no final do século XVII, surgiram grandes fazendas com plantações, subindo e descendo as encostas dos morros arredondados que ornam o Vale do Paraíba, em Itatiaia. É dessa época a formação das maiores fazendas da região, como a da Cachoeira, a Itatiaia, a Belos Prados, Campo Belo, da Serra, a Fazendinha e a de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, esta última correspondendo à atual área do Parque Nacional do Itatiaia, com suas matas preservadas graças a seu proprietário não ter aderido à monocultura cafeeira. Com o fracasso da lavoura do café, por causas amplamente conhecidas e em conseqüência do surgimento de leis anti-escravistas, a maioria das fazendas de café de Itatiaia voltaram-se para a pecuária de ponta e a leiteira, que garantiu a sobrevivência econômica, mas representou significativa mudança em relação aos áureos tempos da "febre cafeeira".
Foi em Itatiaia que surgiu o primeiro exportador fluminense de manteiga e o segundo em leite que era transformado em vagões frigoríficos. Hoje, como marcos rurais, existem as Fazendas Belos Prados e da Serra, as primeiras que se sabe, exploradas como hotéis fazendas, hoje bastante difundido na área.
Com a construção da Rodovia Presidente Dutra, por volta de 1950, ligando o Rio de Janeiro e São Paulo, e mais a Hidrelétrica do Funil, a cidade iniciou um novo ciclo de atividades e desenvolvimento com a instalação de grandes empresas, e o início da atividade turística que caracteriza de forma marcante essa região. Foi no século passado que os cientistas naturalistas, geólogos e botânicos, visitaram e estudaram o Maciço do Itatiaia. Hoje o município e cidade de Itatiaia emoldurados pela paisagem do Maciço do Itatiaia com suas elevações, picos, cascatas, rios, matas e vales é um convite permanente para os turistas ocuparem os hotéis da região, seja no próprio Parque Nacional do Itatiaia, seja em Penedo, antiga colônia finlandesa fundada em 1929, ou ainda nas Vilas de Maringá e Maromba - na região de Visconde de Mauá.

RECOLHIMENTO DE LIXO DOMÉSTICO:
BairrosDias
CentroTodos os dias
Bairros próximos ao Parque NacionalTerças e quinta-feira e aos Sábados
Bairros próximos à PrefeituraSegunda, quarta e sexta-feira
Parque Nacional de Itatiaia(PNI)Segunda e sexta-feira
PenedoSegunda, quarta e sexta-feira
Maromba e MaringáSegunda e sexta-feira


SERVIÇO:
A Secretária de Obras e Serviços Públicos funciona junto ao prédio da Prefeitura, na praça Mariana Rocha Leão, no Centro, das 8hs às 17hs. O Telefone de contato é o (24) 3352 6777

Prefeito: Jair Alexandre Gonçalves
Endereço: Praça Mariana Rocha Leão, 20, Centro, Itatiaia/RJ - 27580-000
Telefone: (24) 3352 6777 ramal 222 ou 205
Fax: (24) 3352 6777 ramal 205
E-mail: prefeitura@itatiaia.rj.gov.br
E-mail: gp@itatiaia.rj.gov.br
Internet: www.itatiaia.rj.gov.br