Mendes
 
Promessas de paz e tranquilidade

Na fase dos caminhos fluminenses, em direção às Minas Gerais, diversos “trilhos” passavam pela área hoje mendense. Por eles os tropeiros comercializavam suas mercadorias, enquanto os bandeirantes buscavam novos rumos nas suas lutas pelo desbravamento do interior.

A cidade de Mendes, a 92 quilômetros do Rio de Janeiro, originou-se de um simples rancho para pouso de tropas, erguido às margens do atalho que ligava a Aldeia de Valença à cidade do Rio de Janeiro. Suas primeiras e rústicas construções foram levantadas por volta de 1820, ainda na fase inicial do Ciclo do Café.

O grande crescimento da lavoura cafeeira acelerou o desenvolvimento local, tendo inclusive provocado a vinda da ferrovia para a região. Às margens dessa ferrovia foram sendo construídas, ao longo dos anos, cinco estações: Mendes, Humberto Antunes, Martins Costa, Nery Ferreira e Morsing. Essas antigas construções são símbolos ainda preservados de um passado de grande desenvolvimento econômico, primeiro pelo café e, a seguir, pelas várias indústrias que vieram a se instalar na região. Mendes já foi parte de Piraí, Vassouras e Barra do Piraí, mas, graças ao seu grande crescimento econômico, tornou-se Município a partir de 11 de julho de 1952.

Atrativos
As cachoeiras da cidade constituem um belo roteiro, como a Amaral, a Cascatinha e a Sanatório. A Mata Atlântica, presente em boa parte do município, favorece a exploração de muitas trilhas de turismo ecológico. Dentre elas, o maior destaque fica por conta da que leva ao maior Jequitibá do município. Essa espécie vegetal tem 23 metros de altura e 5,95 metros de circunferência e está localizada em uma área agradável, com açudes e belo visual.

As excelentes condições climáticas e paisagísticas provenientes do relevo da Serra do Mar, favorecem cada vez mais o desenvolvimento das atividades turísticas do município. Na região de Mendes, a Serra se identifica pelos vales estreitos entre elevações colinosas, que se estendem com seus morros recobertos com densa vegetação.

O Hotel-Fazenda São José das Paineiras é um grande atrativo que não pode deixar de ser visitado. Trata-se de uma antiga fazenda de café do século XIX, que em 1903 foi comprada pelos irmãos Maristas, devido ao agradável clima local. O destaque do hotel é a capela, datada de 1949, com vitrais que contam a história de São Marcelino Champagnat, fundador da Ordem Marista. As muitas trilhas, que são largas, gramadas, sempre cobertas pelas copas das árvores e que podem ser percorridas tanto a pé quanto a cavalo - muitas delas abertas para interligar as fazendas cafeeiras da região - são uma das alternativas de lazer da fazenda, além do curral onde é possível dar mamadeira aos bezerros, ordenhar uma vaca ou alugar um cavalo para um passeio. A fazenda conta com uma agroindústria, em que são produzidos queijos, doces e licores, além da extração diária de 130 litros de leite e da produção de 300 quilos de bananas por mês. Há também uma horta orgânica, sem agrotóxicos, de onde é colhido 90% do que é consumido no hotel.

Já a Casa do Barão de Santa Cruz é uma construção do século XIX, que sediava a fazenda cafeeira, que pertencia ao Barão. Trata-se de uma construção de pavimento único coberta por telhas coloniais feitas por escravos, uma residência típica do ciclo do café. O prédio da Estação Ferroviária, inaugurado em 1911, é apontado como a imagem mais significativa de Mendes, pois foi construído para atender à grande demanda das indústrias locais que estavam em intensa atividade. Representa um período extremamente próspero do município.

As ruínas do Hotel Santa Rita merecem ser conhecidas. Este local foi primeiramente uma grande fazenda de café, que pertencia ao Barão de Benevente. Sofreu um grande incêndio que destruiu quase tudo que havia. Só restaram suas majestosas colunas, o paredão de pedras e algumas palmeiras imperiais.

Localizada no centro da cidade, a Igreja Matriz de Santa Cruz está situada em um terreno arborizado e sua fundação data do final do século XIX. A igreja é de arquitetura simples, em seu interior encontram-se quadros em gesso, retratando a via sacra, e duas imagens em suas laterais. Ao fundo, encontra-se uma cruz de um metro de comprimento, em bronze. A Igreja possui ainda, vitrais em forma de círculo e um coro de 10 metros de largura.

SERVIÇOS

Informações
Assessoria de Turismo (24)2465-2026/2465-2626

Como Chegar
Seguir pela rodovia Presidente Dutra (BR-116), após três quilômetros do o primeiro pedágio, entrar a direita na RJ-127 (Paracambi/ Vassouras) e seguir até o município de Mendes. São cerca de 1h40min. De ônibus, a Viação Normandy (21-2263-9424) tem saídas para Mendes a R$12,60.

Hospedagem
Hotel-fazenda São José das Paineiras (24-2465-2266) diárias para casal a partir de R$140 incluindo pensão completa. Hotel Madrid (24-2465-2317) diárias para casal com o café da manhã, a partir de R$45. Hotel Boa Esperança (24-2465-2070) diárias para casal com pensão completa, a partir de R$120.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MENDES
AV. JÚLO BRAGA, Nº 117- CENTRO
CEP: 26700-000
TELLEFAX: (24) 2465 2026 / 2465 2626